Departamento de Informática (UM)

Página de Unidade Curricular

DesignaçãoCódigoCursoRegimeRegente

Arquiteturas Emergentes de Rede

15155 [ME63ME6300006094]

Mestrado em Engenharia de Redes e Serviços Telemáticos [MERST]

S2

António Luís Duarte Costa

Objetivos

Fornecem-se primeiramente os conceitos fundamentais e identificam-se os principais problemas da arquitetura da Internet atual para lidar com mobilidade e conexões de rede não permanentes. A abordagem seguinte é dedicada ao estudo de tópicos avançados que são de grande importância para possibiltar os recentes avanços nas redes de comunicação, tendo em especial consideração que os sistemas estão a basear-se muitas vezes em comunicações não estruturadas ou em mecanismos de partilha de dados, baseados no seu conteúdo e não na localização desses dados.

Programa

1. Introdução

a. Arquiteturas da Internet e as suas principais debilidades
b. Cenários de evolução para uma arquitetura da Internet do futuro
2. Mobilidade
a. Redes Ad-Hoc
b. Redes veiculares
c. DTN – Delay Tolerant Networks
3. Desempenho
a. Redes Peer-to-Peer
b. CDN – Content Delivery Networks
c. CCN – Content Centric Networks
d. NDN – Named Data Networks
4. Escala
a. IoT – Internet of Things
b. Redes de sensores

Bibliografia

“Designs for an Internet”, David D. Clark, 2017

“New Network Architectures: The Path to the Future Internet”. Editors: Tronco, Tania (Ed.), Springer 2010

“Content-Centric Networks: An Overview, Applications and Research Challenges”, Ahmed, Syed Hassan, Bouk, Safdar Hussain, Kim, Dongkyun, Springer 2016

“Intelligent Vehicular Networks and Communications: Fundamentals, Architectures and Solutions”, Anand Paul, Naveen Chilamkurti, Alfred Daniel, Seungmin Rho, Elsevier, 2016

Resultados da aprendizagem

Nesta UC o objetivo é tomar contacto com arquiteturas emergentes de rede. Começa-se por identificar as principais debilidades da arquitetura da Internet atual, abordando novas arquiteturas. Para lidar com a mobilidade, surgem as redes Ad-Hoc as redes Veiculares e as redes tolerantes a atrasos. Para as questões relacionadas com o desempenho as novas arquiteturas centradas nos conteúdos (CDN, P-2-P e NDN). No último item abordam-se as questões relacionadas com a escala levantadas pela Internet das Coisas.

Objetivos de aprendizagem são:
- Identificar as principais debilidades das atuais arquiteturas de rede e cenários de evolução
- Conceber, monitorizar e usar redes Ad-Hoc com capacidade multihop em ambientes de mobilidade
- Discutir as novas arquiteturas e novas tecnologias emergentes nas Redes Veiculares
- Caracterizar as novas arquiteturas centradas na informação e baseadas em nomes
- Desenhar, planear e implementar soluções de rede baseadas em arquiteturas típicas de IoT

Método de avaliação

1. Por avaliação contínua, com 3 elementos de avaliação.

a. 1 teste escrito
b. 2 trabalhos práticos (componente experimental de execução obrigatória).
Nota Final = 50% Nota Teste + 50% Nota dos Trabalhos
A Nota do Teste não pode ser inferior a 8.0. A Nota dos trabalhos não pode ser inferior a 9.5.
2. Por exame de Recurso (a realizar na época de exames)
Devem realizar o exame de recurso os alunos com nota negativa (menor que 8) no teste escrito. Só podem realizar o exame de recurso os alunos com nota positiva (maior ou igual a 9.5) nos trabalhos práticos. Nota Final = 50% Nota Exame + 50% Nota dos Trabalhos.

Funcionamento

Turno: T 1; Docente: Maria João Mesquita Rodrigues Cunha Nicolau Pinto; Dep.: DSI; Horas: 15.
Turno: TP 1; Docente: João Fernandes Pereira; Dep.: DI; Horas: 30.

[ Outras UCs do Departamento ]